Nuno Alves

[PT]

Programador Cultural desde 1993, fundador de vários festivais de música (Paredes de Coura, Space, etc), curador de concertos jazz na Casa da Música, Aula Magna, etc. Músico e director artístico do SpaceEnsemble, com um vasto trabalho na criação de filmes-concerto com cinematografia de Norman Mclaren, Heikki Preppula, Lotte Reiniger, DzigaVertov, entre outros.
Director de Programação do Canal 180 desde Setembro 2010. Engenheiro Electrotécnico formado na Universidade de Coimbra, com quinze anos de experiência em desenvolvimento e planeamento de projectos de software na área de telecomunicações.

[ENG]

Cultural programmer since 1993, founder of several music festivals (Paredes de Coura, Space, etc), jazz curator for Casa da Música, Aula Magna, etc. Musician and artistic director for SpaceEnsemble, with a large background in creating film-concerts with cinematography from Norman Mclaren, Heikki Preppula, Lotte Reiniger, Dziga Vertov, amongst others.
Programing Director for Canal 180 since September of 2010.
He graduated from Coimbra University as an Electrical Engineer, having fifteen years of experience in developing and planning software projects for telecommunications.





Maria Mónica

[PT]

Formou-se em Design de Comunicação, Artes Gráficas, pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto. Estudou música em paralelo com o seu percurso académico em instituições como o Conservatório de Música de Aveiro e a Escola de Música Valentim de Carvalho, no Porto.
É multidisciplinar e 'freelancer' através de vários projetos artísticos: ilustração, artes gráficas e impressão artística, visuais para espectáculos e design. Desenvolve os seus próprios projectos de vídeo, animação, ilustração, música, entre outros.
Pertence, como baixista, e coordena artisticamente a OGBE, Orquestra de Guitarras e Baixos Eléctricos, que tem como director musical Peixe (Pedro Cardoso).
Coordenou e dirigiu o Ensemble de Gamelão Casa da Música.
Pertence à banda portuguesa Os Príncipes.

[ENG]

Graduated from the Fine Arts Faculty of Porto University in Communication Design, Graphic Arts. Simultaneously, she studied piano at Conservatório de Música de Aveiro and Escola de Música Valentim de Carvalho in Porto.
She's multidisciplinary and freelancer through several artistic projects: illustration, graphic arts and artistic printing, visuals for shows and design.
Develops her own video projects, animations, illustration, music, and more. She's the artistic coordinator and bass player for OGBE, Orquestra de Guitarras e Baixos Eléctricos, that has Peixe (Pedro Cardoso) as musical director.
Coordinated and directed the Ensemble de Gamelão Casa da Música.
Belongs to the portuguese band Os Príncipes.





Miguel Ramos

[PT]

Miguel Ramos nasceu no Porto em 1984. Desde muito novo que se sentiu seduzido pela Música e pelo Desenho, dedicando grande parte do seu tempo a praticar e experimentar as duas áreas.
Estudou na Escola Artística Soares dos Reis e frequentou o Curso de Pintura da Faculdade de Belas-Artes da Universidade do Porto e o Curso de Produção e Tecnologias da Música, na Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo.
No âmbito da Música trabalhou e trabalha com diversos projectos, tais como: Insert Coin, Orquestra Orff do Porto, Supernada, Mosh, Mesa, Torto, Jorge Palma & Os Demitidos, Hitchpop, Naco, Stopestra e Ensemble de Gamelão da Casa da Música.
Fez o Curso de Formação de Animadores Musicais e tem vindo a colaborar em diversos espectáculos do Serviço Educativo da Casa da Música.
É professor de iniciação à guitarra clássica e baixo eléctrico.
Nos últimos anos tem vindo a desenvolver trabalho na área do Desenho e da Ilustração.

[ENG]

Miguel Ramos was born in Porto in 1984. At a very young age he felt lured by music and drawing and dedicated most of his time to practicing and experimenting both fields. He studied in Escola Artística Soares dos Reis and attended the Painting Course at Faculdade de Belas-Artes do Porto and the Production and Music Technologies Course at ESMAE.
As a musician he collaborates/collaborated in different projects such as: Insert Coin, Orquestra Orff do Porto, Supernada, Mosh, Mesa, Torto, Jorge Palma & Os Demitidos, Hitchpop, Naco, Stopestra e Ensemble de Gamelão da Casa da Música.
He attended the Training Course for Music Performers and frequently collaborates with Casa da Música's Educational Service.
He's a teacher of introduction to classic guitar and electric bass.
During the last few years, he has been more active in the arts of Drawing and Illustration.





Samuel Martins Coelho

[PT]

Samuel Martins Coelho (1980) tem feito um percurso de descoberta e constante reinvenção da sua linguagem musical. Com raízes na música clássica, tem vindo a desenvolver uma linguagem muito própria, utilizando diversas fontes sonoras. O seu trabalho atravessa vários géneros e universos musicais, desde a música clássica conceptual, experimental e à improvisação.
A sua atividade artística desenvolve-se em vários projectos, tais como: Samuel Martins Coelho, EL RUPE, Estranhofone, Mods Collective, Space Ensemble, Escola do Rock, Pata Fisica, colaborando também nos projetos Ondamarela, NACO, Miguel Ramos, Gnomon, Hot Air Baloon e Atic, tendo diversos discos editados.
Nos últimos anos, tem colaborado como director musical, compositor e instrumentista com companhias de teatro como Teatro Experimental do Porto, Máquina Agradável, Comédias do Minho e Teatro Oficina.
Desenvolve actividades com as comunidades e lidera intervenções musicais criativas, dirigidas a crianças e ao público em geral, colaborando com vários artistas da área da dança, do teatro e da performance. Em 2017 foi artista residente do AiR Programme, em Malta (Gozo), no âmbito do programa da Fondazzjoni Kreattivitá e Valletta 2018 (Capital Europeia da Cultura).
Estudou violino na Escola Profissional Artística do Vale do Ave e na Academia Nacional Superior de Orquestra (Lisboa). Participou no II Curso de Formação de Animadores Musicais do Serviço Educativo da Casa da Música, tendo colaborado como facilitador nos cursos posteriores. Também na Casa da Música, realizou workshops de “Soundpainting”, “Sons do Dia” (Marc Ducret), “General Skills in the Class Room” (Sam Mason e Tim Steiner) e o seminário de Gamelão (Andy Canning). 
Fez parte da Banda Sonora da curta-metragem de Regina Pessoa “Tio Tomás, a contabilidade dos dias”. Desde a estreia internacional em junho de 2019, na Croácia, o filme foi já distinguido no Festival de Cinema de Annecy, em França, com o prémio especial do júri, no Festival Animamundi, no Brasil, ou nos Caminhos do Cinema Português, em Coimbra. Foi também candidato às nomeações para os Óscares e venceu a corrida para o galardão de melhor curta-metragem nos prémios Annie Awards.

[ENG]

Samuel Martins Coelho (1980) has taken a path of discovery and constant reinvention of his own musical language. Starting off from classical music, he has been developing his own language, by using many sound sources. His work goes through different universes and musical genres, from classic conceptual music to experimental and improvisation.
His artistic activity takes place in several projects, such as: Samuel Martins Coelho, EL RUPE, Estranhofone, Mods Collective, Space Ensemble, Escola do Rock, Pata Fisica, also collaborating on projects like  Ondamarela, NACO, Miguel Ramos, Gnomon, Hot Air Baloon e Atic, counting on several recorded albums.
In the last few years, he has been collaborating as a musical director, composer and instrumentalist with theatre companies such as Teatro Experimental do Porto, Máquina Agradável, Comédias do Minho e Teatro Oficina.
He develops community activities and he's a leader of creative musical interventions directed to children and to the general public, collaborating with many artists of the fields of Dance, Theatre and Performance.
In 2017, he was a resident artist of the AiR Program in Malta (Gozo), in the program of Fondazzjoni Kreattivitá and Valletta 2018 (European Capital of Culture).
He studied violin in Escola Profissional Artística do Vale do Ave and in the Academia Nacional Superior de Orquestra (Lisbon). 
He participated in the second Training Course for Music Performers at Casa da Música and worked as a facilitator for the next courses. Also in Casa da Música, he attended the following workshops: "Soundpainting", "Sons do Dia" (Marc Ducret), "General Skills in the Class Room" (Sam Mason and Tim Steiner) and the Gamelão seminary (Andy Canning).
He was part of the soundtrack of Regina Pessoa's short film “Tio Tomás, a contabilidade dos dias”.
Since the international premiere in June 2019, in Croatia, this short film has been distinguished at the Annecy Film Festival, in France, with the special jury prize, at the Animamundi Festival, in Brazil, and at the Caminhos do Cinema Português, in Coimbra. It was also a nominee for Oscar nominations and won the race for the best short film at the Annie Awards.




Sérgio de Bastos

[PT]

Sérgio Bastos nasceu no Canadá em 1980. Começou a estudar piano aos 10 anos de idade, tendo estudado no Conservatório Regional de Tomar, Conservatório Nacional de Lisboa, Hot Club de Portugal e Escola Superior de Música e das Artes do Espectáculo (ESMAE), onde se licenciou em Piano-Jazz. Actualmente frequenta o Mestrado em Ensino de Música-Jazz na ESMAE.
No seu percurso profissional colabora/colaborou com projectos de diversas áreas musicais como Space Ensemble, Serviço Educativo da Casa da Música, Serralves - Improvisações / Colaborações com Fred Frith e Mark Dresser e com Sven-Ake Johansson, Porta Jazz, Teatro A Barraca, Stopestra, Cavalheiro, Tulsa, S. Pedro, Glockenwise, Miguel Ramos e Evols.
É professor de piano e pianista acompanhador na Academia de Música de Castelo de Paiva.

[ENG]

Sérgio Bastos was born in Canada in 1980. He started studying piano at the age of 10 and studied at Tomar Regional Conservatory, Nacional Conservatory of Lisbon, Hot Club de Portugal and Escola Superior de Música e das Artes do Espectáculo(ESMAE), where he graduated in piano-jazz. Currently, he is attending the Master in Music Teaching- Jazz, at ESMAE.
His work includes collaborations with Space Ensemble, Serviço Educativo da Casa da Música, Serralves - Improvisações / Colaborações with Fred Frith and Mark Dresser and Sven-Ake Johansson, Porta Jazz, Teatro A Barraca, Stopestra, Cavalheiro, Tulsa, Glockenwise, Miguel Ramos and Evols.
He teaches piano and is an accompaniment pianist at Academia de Música de Castelo de Paiva.





José Marrucho

[PT]

José Marrucho nasceu no Fundão em 1984, e é um dos bateristas mais requisitados do jazz nacional.
Tem uma vasta formação, tendo estudado na Academia de Música e Dança do Fundão, na Escola Hot Clube de Lisboa e na ESMAE no Porto- onde integrou o combo vencedor do concurso da Festa do Jazz do S. Luiz em 2007. Para além disso, participou em workshops e aulas com vários músicos internacionais como Mark Turner, Jason Lindner, Dan Weiss, John Riley, David Binney e Marc Ducret.
Ao longo da sua carreira, tocou em várias bandas, The Experience (tributo a Jimi Hendrix), Underground Spitual Band (Afro Beat), Zelig, Swingle Singers, Orquestra Metropolitana de Lisboa, Reunion Big Jazz Band, Big Band Nacional da Juventude e Big Band do Hot Clube de Portugal, são alguns exemplos. Atuou em palcos como o Festival Paredes de Coura, Teatro São Luiz, Centro Cultural de Belém, Casa da Música, Festival de Curtas Metragens de Vila do Conde, e em vários festivais de jazz. Gravou ainda com Zelig ("Joyce Alive"), AP Quinteto ("6 e 5"), Coreto ("Aljamia" "Mergulho e "Sem chão"), Sexteto de Miguel Moreira ("Câmbio") e João Mortagua ("Janela").
Em 2006 começou a dar aulas de bateria na Escola de Jazz no Porto. Atualmente leciona na Academia de Música Valentim de Carvalho, no Porto, e na Tone Music School, em Coimbra.

[ENG]

José Marrucho was born in Fundão, in 1984, and he’s one of the most requested drummers in national jazz.
He has a vast training, and studied at Academia de Música e Dança do Fundão, at Escola Hot Clube de Lisboa and at ESMAE, in Porto- where he was part of the winning combo of Festa do Jazz do S.Luiz contest, in 2007. He also participated in workshops and classes with several international musicians, such as Mark Turner, Jason Lindner, Dan Weiss, John Riley, David Binney and Marc Ducret.
Throughout his career, he collaborated with many bands: The Experience (tribute to Jimi Hendrix), Underground Spitual Band (Afro Beat), Zelig, Swingle Singers, Orquestra Metropolitana de Lisboa, Reunion Big Jazz Band, Big Band Nacional da Juventude e Big Band do Hot Clube de Portugal, are some examples.
He performed on stages such as Festival Paredes de Coura, Teatro São Luiz, Centro Cultural de Belém, Casa da Música, Festival de Curtas Metragens de Vila do Conde, and at some jazz festivals. He also recorded with Zelig ("Joyce Alive"), AP Quinteto ("6 e 5"), Coreto ("Aljamia" "Mergulho and "Sem chão"), Sexteto de Miguel Moreira ("Câmbio") and João Mortagua ("Janela").
In 2006, José Marrucho started teaching drums at Escola de Jazz, in Porto, and currently, he teaches at Academia de Música Valentim de Carvalho, in Porto, and at Tone Music School, in Coimbra.





Miguel Azevedo

[PT]

Miguel Azevedo nasceu em 1983, no Porto.
Estudou no Instituto Orff, no Porto, e na Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo do Porto(ESMAE), onde se licenciou em Produção e Tecnologias da Música.
Ao longo da sua carreira como guitarrista, tem estado ligado a vários projetos, nos mais variados géneros musicais, desde o rock, aos mais alternativos e até ao teatro musical. Em 2015 formou a banda de rock portuense “O Bom o Mau e o Azevedo”, da qual ainda é membro.
Atualmente, para além de músico, é ainda educador musical, técnico de som e produtor.

[ENG]

Miguel Azevedo was born in 1983, in Porto.
He studied at Instituto Orff, in Porto, and at Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo do Porto(ESMAE), where he graduated in Production and Music Technologies.
Throughout his career as a guitarist, he collaborated with several projects, in various musical genres, from rock, to alternative, and even to musical theatre. In 2015, he created the rock band from Porto: “O Bom, o Mau e o Azevedo”, where he’s still a member.
Currently, in addition to being a musician, he also works as a music educator, sound technician and producer.





Jorge Queijo

[PT]

Jorge Queijo é um músico residente no Porto. Musicalmente, movimenta-se entre o mundo da percussão, bateria, post rock, punk, música eletrônica, free jazz, música improvisada e workshop líder.
Toca nas bandas Torto, Os Príncipes, SSS-Q, Tubab e Evols. Os seus trabalhos incluem performances ao vivo, gravações, instalações sonoras e de vídeo e obras de composição. Tem a seu cargo a co-direcção musical e artística (com Maria Mónica), do Ensemble de Gamelão da Casa da Música.

[ENG]

Jorge Queijo is a musician based in Porto. Musically, he travels between percussion, drums, post rock, electronic music, free jazz, improvised music and workshop leader.
He plays with Torto, Os Príncipes, SSS-Q, Tubab and Evols. His work includes live performances, studio recordings, audio and video installations and composition. He's co-director (along with Maria Mónica) of Ensemble de Gamelão from Casa da Música.

Escola do Rock Paredes de Coura
Município Paredes de Coura X Space Ensemble
For further information, please write us: escoladorock@paredesdecoura.pt